REGULAÇÃO EMOCIONAL

REGULAÇÃO EMOCIONAL

 

As diferenças individuais no comportamento emocional bem como a capacidade para controlar de forma efetiva as emoções definem a regulação emocional.

Para entender como a regulação emocional funciona, é necessário um maior aprofundamento no estudo do neurotransmissor serotonina e sua influência nos traços emocionais (Hariri e Holmes, 2006).

Já se sabe, porém, que o exercício do altruísmo tem sido considerado como uma estratégia eficaz para a regulação afetiva individual (Salovey, Hsee e Mayer, 1993) e a forma como a emoção é regulada constitui fator importante para a formação de memórias.

Subjacente ao processo da regulação emocional da memória encontra-se o neurotransmissor norepinefrina (também conhecido como noradrenalina) que tem papel importante no mecanismo de potenciação de longo prazo que permite, no nível molecular, a formação do aprendizado e da memória. (Hu et al, 2007).

As bases neurais da regulação emocional concentram-se nos sistemas de controle pré-frontal e cingulado e nos sistemas generativos corticais e subcortical. (Ochsner e Gross, 2005)

 


Referências

Hariri, A. R., & Holmes, A. (2006). Genetics of emotional regulation: the role of the serotonin transporter in neural function. Trends in cognitive sciences10(4), 182-191.

Hu, H., Real, E., Takamiya, K., Kang, M. G., Ledoux, J., Huganir, R. L., & Malinow, R. (2007). Emotion enhances learning via norepinephrine regulation of AMPA-receptor trafficking. Cell131(1), 160-173.

Ochsner, K. N., & Gross, J. J. (2005). The cognitive control of emotion. Trends in cognitive sciences9(5), 242-249.

Salovey, P., Hsee, C. K., & Mayer, J. D. (1993). Emotional intelligence and the self-regulation of affect.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Selecione Idioma